31 de mar de 2010

Chocolate \o/

Chocolate



Afrodisíacos pelo mundo!


Afrodisíacos são substâncias à qual se atribuem propriedades estimulantes sexuais. O nome deriva da deusa grega Afrodite, divindade relacionada ao amor em seus diversos aspectos. E os afrodisíacos estão por toda parte espalhados nas mais diversas culturas das mais antigas como os Maias e Astecas até as mais recentes pesquisas sobre seus efeitos. Todo mundo hoje em dia já usou algum tipo de afrodisíaco, mesmo que não tenha sido com esta "intenção". Talvez não tenha tomado catuaba, mas comeu amendoins; talvez nunca tenha tomado maripuama mas usou perfume.


Aliás o perfume é um dos mais populares afrodisíacos do mundo, deste sua criação no Egito antigo até as modernas pesquisas da indústria dos cosméticos sempre atuou como eficiente ferramenta da vaidade humana. Para atribuir as essências ao perfume, os boticários usam fixadores à base de bálsamo, âmbar cinzento ou secreções glandulares de diversos animais.
Pesquisas recentes revelaram que quanto mais parental for o almíscar retirado dos animais, maior será seu poder de atratividade sobre nós humanos. Por exemplo um perfume com fixadores retirados de glândulas de macacos seria mais eficiente que um de glândulas de cervos.
A Chanel promete que  este ano lançará no mercado uma fragrância com compostos de glândulas sexuais humanas!


China: Na China falar sobre e receitar afrodisíacos não são nenhum tabu. Por lá, as pessoas se sentem perfeitamente à vontade ao falar sobre seus métodos afrodisíacos, tais como: infusão de chá com centopéias, pele de chifre de veado, testículos e pênis de focas, sopa feita com veneno de cobra, almíscar puro, chifres e urina de rinoceronte e, é claro, ginseng. Existem até mesmo adendos de medicina específicos para afrodisíacos.


Japão: Carne de baiacu (ou fugu). No Japão comer baiacu é umadelicatessen rara, cara e muito, muuito perigosa. O baiacu contém em seu fígado a tetradotoxina que é aproximadamente 1200 vezes mais letal que o cianeto. Por isso somente chefs com licenças especiais podem preparar refeições com fugu, pois um único erro no corte pode espalhar a toxina para todo o peixe. Aqueles que são bravos o bastante para experimentar sentirá uma certa dormência na língua e fisgadas nas músculos, algumas horas depois seu corpo ficará totalmente relaxado e sua libido estará à flor da pele.


Índia: Aspargo. Para os indianos esta planta contem os compostos que críam um efeito estrogênico que ativam os hormônios sexuais. Os Aspargos selvagens contêm níveis ainda mais elevados destes compostos e é localmente conhecida como Shatavari, que quer dizer “mulher com 100 maridos.”

Maias e Astecas: As tribos Astecas e Maias costumavam acreditar que o chocolate tinha exóticas propriedades sexuais, até hoje diversas culturas mesoamericanas acreditam nestes efeitos e confiam que que o poder afrodisíaco do chocolate pode estar relacionado à estimulação da fenilatilamina durante o sexo, dando ainda mais prazer na relação. Qual mulher não abre um sorriso quando ganha um chocolate!


Asia: Ovos fertilizados. Por séculos, muitos povos asiáticos acreditaram que os ovos de patos, e diversas aves os é um potente estimulante sexual. Um outro curioso afrodisíaco é a bílis de urso, não só de urso mas também leões, tigres, touros ou qualquer animal de grande porte que transmite virilidade, o consumo da bílis garante, segundo eles, um aumento significativo da líbido.


Precisa dizer mais?Coma chocolate!

0 comentários: